quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Igreja Perseguida

Igreja Perseguida, o que fazermos?

Jesus disse que seriamos perseguidos por causa do Evangelho, porém nós vivemos em um país de Liberdade Religiosa em que você pode acreditar em tudo ou desacreditar em tudo e ninguém vai te espancar por isso!
Entretanto há países religiosos que são intolerantes!

Na Internet, há inúmeras fotos e videos de cristãos sendo queimados, espancados e etc...e tenho que dizer.
Isso não é a pior coisa, pior são aqueles que vendo esses videos tem a audácia de fazer comentários apoiando a essa tribulação.
Nenhuma RELIGIÃO, tem que forçar alguém a acreditar naquilo que acreditam.
NÓS CRISTÃOS, não devemos ser hipócritas e pensar que todos deveriam ser cristão, certamente essa é vontade de Cristo, mas neste mundo vamos encontrar pessoas que não vão acreditar, não vão seguir a Cristo, e isso é normal.
Aquele que quer seguir a Cristo, renuncie a si mesmo, e siga a Cristo.
Jesus não veio pressionar ninguém a segui-lo, e esses cristãos morrendo em países intolerantes não foram forçados a segui-lo.
ELES MORRERAM, FORAM ESPANCADOS, QUEIMADOS, MUITOS ATÉ MESMO TOMARAM ÁGUA FERVENTE E ÁCIDO EM SEUS CORPOS, isso porque eles sabem que SÓ CRISTO SALVA! SÓ EM JESUS HÁ SALVAÇÃO!

Certamente, um cristão num país desse falar a um religioso "Jesus te ama", "Só em Jesus temos salvação", Ele é levado cativo na hora, mas ele fez a parte dele.

E nós num país como o Brasil recuamos para evangelizar, e depois ficamos lamentando quando vemos pessoas sendo enganadas, ou roubadas por pastores! Pela farsa da Teologia da Prosperidade.
Na minha visão, só quem pode reclamar de pessoas sendo enganadas por um falso evangelho é só quem atende o "IDE" de Jesus, porque vejamos bem:

Eu creio em Jesus, não há salvação além dEle, sei que a Teologia da Prosperidade é uma farsa, e vejo que as pessoas estão sendo enganadas.Então porque EU não vou anunciar o verdadeiro Evangelho?

Temos que acordar, e anunciar que Jesus veio para nos salvar, Temos que anunciar que Jesus morreu pelo nossos miseráveis pecados! Acreditem ou não!
Quanto a Igreja Perseguida, Oremos por esses países, Clamemos, Choremos com os choram, e alegremo-nos com os que se alegram!
Quanto aos que apoiam perseguição contra os cristãos apenas pedimos misericórdia pois não sabem o que fazem!

Evangelho Verdadeiro é aquele que fala que não há mérito algum em nós por Cristo ter morrido no madeiro, somos corrompidos por natureza, e Jesus veio nos lavar com seu sangue!



segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Por que a oração é importante na vida do crente?

Orai sem cessar. 1 Tessalonicenses 5:17


Neste post quero expor a minha visão sobre a oração, sobre as seguintes questões:


1)Por que a oração é tão importante em nossas vidas?
2)Por que temos tanta preguiça de orar?
3)Por que devemos orar sem cessar?


1)Por que a oração é tão importante em nossas vidas?
Porque o único meio de nós comunicarmos com Deus é através da oração, Ele conhece nosso coração, sabe o que se passa pelos nossas mentes, pois Ele é onisciente, e onipresente, e onipotente.
Porém, na Bíblia Sagrada, vemos que homens de Deus, mulheres de Deus, sempre teve contato com Deus através da oração, a oração como muitos dizem é a chave da vitória, quando falo vitória me refiro a nossa vitória sobre nossas fraquezas, falhas, embora sempre vão existir, com a oração podemos resistir ao diabo, podermos alcançar sabedoria de Deus, dons espirituais, enfim bênçãos tanto espirituais quanto materiais.
Quando o crente não ora, ele fica mais vulnerável a ser enganado, crente que não ora tem facilidade de se acomodar com tudo, até mesmo com as dificuldades e obstáculos da vida, enquanto podia vencê-los clamando ao Deus todo poderoso.
Através da oração Deus abre os nossos olhos para as nossas falhas e erros, sou prova viva disto, através da oração Deus já me abriu os olhos para coisas erradas que eu estava cometendo sem perceber, quantas pessoas estão fazendo tantas coisas erradas, devido a falta de oração.
Pra mim a oração está ligado ao estudo da Palavra de Deus, lembro que certa vez, o tema da Escola Bíblica Dominical era Oração, ao decorrer daquelas Lições Bíblicas percebi que estava orando muito pouco e precisava me aproximar mais de Deus, a partir daquele momento comecei a orar mais, e Deus respondeu minha orações segundo sua misericórdia, devemos tem em mente que oração não é só para alcançar vitórias, mas sim para ter comunhão com Deus.


2)Por que temos tanta preguiça de orar?
Logo quando comecei a orar diariamente, dedicar parte do dia a oração apareceu coisas para mim fazer, coisas que me chamavam a atenção, comecei a ter preguiça. Na minha visão isso se dar quando começamos pensar que estamos fortes, quando temos uma vida de oração é normal que começamos a se sentir forte pela graça de Deus, pois Deus começa a nos usar, pois estamos prontos, entretanto é muito fácil começarmos a achar que não precisamos orar tanto como no começo que estávamos ansiosos e sedentos por oração, começamos a achar que estamos cheios de mais (Claro que isso é errado).
Sem falar nas astúcias de satanás, o diabo não gosta de nenhum crente, muito mais de crente que ora, que dedica sua vida a Deus, que está pronto a mudar e crescer espiritualmente pela Causa de Cristo, pela Causa do Evangelho, ele vai armar ciladas para não orarmos, para desviar nossas atenções para outras coisas.


3)Por que devemos orar sem cessar?
Devemos orar sem cessar justamente por aquilo que eu escrevi aqui em cima, o diabo não gosta de crente que ora, logo devemos sempre estar em oração para não cair em suas ciladas e enganos, Deus nos chamou para termos comunhão com Ele, através das orações alcançamos promessas, força, graça...
E através dela, conseguimos vencer a nossa carne, é difícil orar, pois geralmente a carne fala mais alto, conseguimos ficar bastante tempo no PC, mas não conseguimos ficar o mesmo tempo em oração, (falo por mim), mas não devemos deixar ser vencido pela carne e ir para o "joelho".
______________________________________________________________________________________________________________


Algo importante também é vigiar, orar orar e não vigiar é perigoso, porque a partir de quando começamos ter contato sincero e profundo com Deus começa os ataques do inimigo para nos parar, começa os desânimos, e as astutas ciladas, que oremos e vigiemos, já é a última hora devemos está vigiando em oração.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Jesus

                                     Jesus Cristo, nosso Salvador



Quando olho minha vida, e olho o que Cristo fez por nossos miseráveis pecados na Cruz do Calvário, me sinto muito falho.
Quando leio o Evangelho e quando observo como Cristo tratava as pessoas, e o que Ele falou para nós fazermos, me sinto muito falho.
Meu Jesus,tenha misericórdia da minha vida, que o Teu Evangelho me impacte a cada vez.


Ah! se Jesus Cristo não tivesse morrido por nós...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Teologia da Prosperidade

Não se deixe levar pelos ventos de doutrinas

Introdução
A "Teologia da Prosperidade" está cada vez mais conhecida no mundo e principalmente em nosso país, e ela tem feito grandes estragos.Neste post tenho o intuito de mostrar em minha visão a verdadeira prosperidade que Deus nos dá e o que temos que fazer para obtê-la.

Neste trimestre estamos estudando sobre a A verdadeira prosperidade, entendê-la não é tão fácil como parece, precisa de bastante meditação na Bíblia Sagrada sem distorcê-la.

As Distorções
Esta teologia é fruto de distorções antigas, mesmo antes de Jesus vir a terra, ela foi iniciada a base de ensinos Gnósticos, eles afirmavam que a matéria era má e o espírito bom, portanto Jesus não haveria vindo a terra em forma carnal, ou seja, eles negavam a natureza humana de Cristo, e por aí vai. A princípio já podemos ver a distorção.
Toda esta distorção gerou e gera mais distorções até hoje, podemos citar um exemplo da Divinização do Homem, eles pegam Salmos 82.6 e muitos chegam a afirmar que o homem é um pequeno deus, sem falar num conceito muito difícil de explicar que é Demonização da salvação.

Modismos
Em decorrência as estas e outras heresias implantadas na Teologia da Prosperidade, vem os modismos, que geralmente vemos dentro "neopentecostalismo", e infelizmente tem chegado até mesmo dentro de igrejas pentecostais clássicas como a Assembleia de Deus, esses modismos geralmente são o "cair no espírito", "latidos", "urros", "imitar animais", "unção do riso", esta última é medonha, quando ouvi falar nesta tal de "unção do riso" logo quis saber e procurei no Youtube, é medonho, é de chorar mesmo, cristão verdadeiro vendo estas coisas chora como David Wilkerson chora em um de seus sermões falando sobre estas "supostas" manifestações.

Verdadeira Prosperidade
Particularmente, vejo prosperidade como um conjunto de bençãos, resultante de uma vida piedosa, para alcançarmos a prosperidade de Deus, devemos ouvir sua voz,  e obedecê-la, e as coisas virão naturalmente,  não devemos fazer barganha com Deus, e nem podemos, Deus tende de ser adorado pelo que Ele é, o evangelho tende de ser proclamado para salvação de almas, não para satisfação carnal, ou bençãos materiais.

Bençãos Materiais
As bençãos materiais como já havia falado em minha visão virá em decorrência de uma vida justa, reta diante de Deus.

Riqueza
Jesus certa vez disse que é muito difícil entrar um rico no Reino de Deus, acredito que Ele falava isso não porque a pessoa é rica, mas sim pelo que a riqueza trás, existem cristãos devotos que são ricos ou até mesmo milionários, a Palavra de Deus não condena riqueza, mas sim o que a riqueza pode fazer com um indivíduo, por exemplo, quem é rico tem mais facilidade de se apegar aos bens materiais, porém existem muitas pessoas pobres que são extremamente apegadas aos seus bens.

Riqueza e Pobreza
Ser rico ou ser pobre não diz se o cristão é devoto ou não, isso é relativo.

Buscar Primeiro o Reino de Deus
Desde que eu coloquei esta palavra em meu coração Deus tem me abençoado grandemente, tanto materialmente quanto espiritualmente, devemos buscar primeiro as coisas de cima, colocar Deus em primeiro lugar em nossa vida.

Conclusão
Precisamos tomar muito cuidado com a Teologia da Prosperidade, não devemos barganhar com Deus, Jesus não foi pregado numa cruz, não derramou sangue, para satisfazer nossa carne, mas sim para dar-nos vida eterna, salvação, paz com Deus, restituição, uma chance para nós termos comunhão com Deus.

domingo, 15 de janeiro de 2012

Quando a televisão tira a visão

Televisão, hoje muitas vezes é substituída pelo computador, porém há uma grande parcela de pessoas que ainda assistem e bastante televisão.
Esse tema do crente e televisão é assunto velho, já gerou muitas controvérsias, confusões, afinal cristão deve assistir televisão?


Para responder essa questão, devemos ter o mesmo raciocínio de minha análise sobre "Redes Sociais e Comunhão com Deus", podemos sim, porém não nos prender, e olhar para o que Paulo escreveu aos Coríntios.


Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm.Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma (I Coríntios 6, 12).
Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam. (I Coríntios 10, 23)


A resposta é fácil, simplesmente não devemos assistir aquilo que não convêm a um cristão, não devemos assistir aquilo que não nos edifica.
As pessoas geralmente falam que não tem nada ver, assistir uma coisa ou outra, porém muitas das coisas que se passa é um pensamento mundano, é o mundo entrando dentro de nossa casa, e nós achando graça, e aquilo vai entrando em nossa mente e começamos achar algo mundano normal, e vamos caindo no velho ERRO daquela frase "não tem nada não", vemos outra coisa e frase que sai é "não tem nada não", até isso começar entrar dentro da Igreja, e gerar grande e sérios problemas em nossa comunhão com Deus.


Esse assunto não é brincadeira, o que a televisão tem colocado em nossa mente não é brincadeira, a Igreja tem que andar na contra-mão do mundo. As más conversações, corrompem os bons costumes, como diz o Apóstolo Paulo, mesmo que sejamos taxados de "antigos", "certinhos", "santarrão", "crentão", não podemos deixar os princípios bíblicos, entretanto não podemos cair no erro da religiosidade, que também é uma grande falha daqueles que querem manter-se dentro da Bíblia.


Outra coisa também, é quando o crente deixa de ir para a igreja para assistir programas, novelas, filmes, séries, e assim por diante...Não tem como nem comentar sobre isso, uma pessoa que está verdadeiramente impactada pela mensagem da Cruz, jamais deixaria de ir para igreja para ficar em casa assistindo televisão.
Nesse momento que o Título "Quando a televisão tira a visão" faz sentido, pois quanto mais somos presos pela televisão, mais nos distanciamos de Deus, não só a televisão, mas tudo aquilo que nos prende, devemos ter cuidado.


Vendo um vídeo do John Piper, ele fala que o que tem nos atrapalhado não são coisas ruins, mas sim coisas boas, achei muito interessante essa conclusão, pois realmente muitas vezes estamos fazendo coisas legais, divertidas de se fazer, não que seja errado, mas deixar de ter comunhão com Deus para fazer outras coisas, é errado. ERRADO para quem quer ter comunhão com Deus, pois devemos ter em mente que DEUS NÃO É NENHUM DITADOR, Ele fala que se nos achegarmos a Ele e nos achega a nós.


Conclusão


Deus está sempre pronto para nos achegarmos a Ele, Ele não é nenhum ditador, portanto Ele não manda, ou proibi de fazer alguma coisa, e sim nos instrui.
A Bíblia Sagrada não é um livro de regras, mas sim um livro infalível de instruções, que devemos seguir, sem cair no erro da religiosidade de que tudo é errado, tudo não pode.


Medite nesta palavra:
Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem. 
1 Timóteo 4:16


terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Imitando Jesus: Parte 1

IMITANDO JESUS PARTE 1

Imitar Jesus, é tarefa difícil, é doloroso, é árduo, particularmente eu já tentei, e em muitas coisas tento, não é para glória minha, pois tenho que admitir que muitas vezes desisto, paro, esqueço, falo para mim mesmo que não vou conseguir, mas para conseguir imitar a Jesus temos que está cheio do Espírito Santo, ou seja ser controlado e guiado por Ele a todo momento;

Gosto muito de ler, e diariamente leio a Bíblia, quando abro em 1 João Capítulo 2 e olho para o versículo 6, começo a me perguntar. Será que estou andando igual a Jesus?

E respondo, certamente NÃO, pois tenho que me humilhar muito mais, tenho que me consagrar muito mais, tenho muito joelho para ralar, não tenho vergonha de dizer isso, pois é a realidade.

Olho para sociedade, principalmente para jovens, e vejo um imitando um jogador de futebol, outro imitando um cantor, uma jovem imita uma modelo, e assim vai. Sem falar nos estilos, que cada um tem, é o estilo hip-hop, é o estilo punk, rock, é um monte de coisa. Mas é muito difícil encontrar alguém que imita a Jesus, e se há alguém que imita, e se encontramos alguém, desprezamos, achamos ele chato, taxamos essa pessoa de certinho, ou essa pessoa passa despercebida.

Tenho muito o que aprender, e tenho aprendido que ser cristão vai muito além de ir à Igreja, vai muito além de escrever sobre isso num blog como esse, humilde, mas é baseado na minha experiência diária com Deus, e com a palavra dEle.

Que Deus tenha misericórdia de nós, Oremos e Vigiemos, pois o inimigo não tem brincado de enganar.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Essa análise merece grande atenção


Veja a seguir uma análise muito interessante e que merece uma grande atenção e respeito, são palavras sábias do Pr. Cleber, um irmão em Cristo em qual conheci através de seu blog. (http://confraria-pentecostal.blogspot.com/)

Os Perigos da Erudição 

Valorizo muito o estudo bíblico, o conhecimento teológico, amo estudar história e aprecio muito a tradição cristã. Mas tanto a erudição quanto a tradição devem ficar debaixo da autoridade bíblica. Como diziam os reformadores: Sola Scriptura, ou seja, ela é nossa regra de fé, a autoridade máxima em assuntos espirituais.

É comum a erudição acadêmica enveredar pela filosofia e se distanciar do texto bíblico (Perigo 01). Para constatar isso basta olharmos para o liberalismo teológico, que embora seja uma teologia que não gera conversões, continua atraindo pessoas que se deslumbram com o academicismo, a erudição e a argumentação rebuscada.

Outro dia conversei com um liberal (ex-pentecostal) que me dizia que é impossível ler a Bíblia sem os óculos da tradição. E afirmava isso para defender 'academicamente' (e não biblicamente) as posições doutrinárias da sua atual igreja. Lembro que comentei sobre crescimento espiritual e ele disse que esse não é um tema importante em sua tradição teológica. O curioso é que ele afirma crer no Sola Scriptura.

Além do risco da erudição se distanciar do texto bíblico, vejo outros perigos comuns: roubar a simplicidade do evangelho (Perigo 02) e impedir as pessoas de experimentarem o mover de Deus (Perigo 03).Nos tempos de Jesus muitos eruditos (os fariseus) haviam se distanciado da simplicidade bíblica. Não conseguiam perceber o agir de Deus pois estavam intelectualizados demais. Eles comparavam a erudição deles com a linguagem simples de Jesus (parábolas) e rejeitaram o Mestre! Foram duramente repreendidos por Jesus:
Mat 15:8 Este povo honra-me com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim.
Mat 15:9 Mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homem. 


Hoje quando vejo cristãos intelectualizados desprezando pregadores simples ou com pouca bagagem teológica logo me lembro dos fariseus desprezando Jesus.

Além disso, vemos cristãos intelectualizados desprezando pregadores que não usam sermão expositivo ou que não citam grego e hebraico no púlpito. Será que eles esquecem que o maior modelo de pregador que temos (Jesus) não pregava assim?
[Na época em que eu era deslumbrado com a erudição cheguei a pregar assim - hoje não mais]

Mas vejo muitos cristãos que depois de se intelectualizarem viram críticos azedos e não conseguem mais experimentar o mover de Deus. Só sabem criticar. E por se recusarem a receber alimento espiritual muitos começam a secar.

Esse risco existe e é bem danoso. Olhe para a história da Igreja: os eruditos católicos desprezaram Lutero e a Reforma. Os eruditos anglicanos desprezaram Wesley, general Booth e o avivamento da época. Os eruditos metodistas e reformados deprezaram o avivamento pentecostal. E por aí vai...

Na época de Jesus houve eruditos (Nicodemus, Apolo, Paulo...) que se abriram para o Mestre, e colocaram seu saber humano em segundo plano. Paulo disse: "Quanto à lei fui fariseu; fui irrepreensível. Mas o que para mim era lucro passei a considerá-lo como perda por amor de Cristo; sim, na verdade, tenho também como perda todas as coisas pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como refugo, para que possa ganhar a Cristo." (Fil 3:5-8).

Isso serve para nós, cristãos ávidos por conhecimento, refletirmos seriamente no cristianismo que desejamos ter: acadêmico-frio ou bíblico-fervoroso?

Não podemos perder de vista a simplicidade do evangelho.1Co 2:1 E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria.
1Co 2:2 Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado.
1Co 2:3 E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor.
1Co 2:4 A minha linguagem e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria, mas em demonstração do Espírito de poder;
1Co 2:5 para que a vossa fé não se apoiasse na sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.

Veja com mais detalhes aqui:

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Jesus, a nossa Salvação

Estou lendo a carta do apóstolo Paulo aos Romanos, segundo a Bíblia Teen que possuo, essa carta, ajuda-nos a compreender que todas pessoas pecaram, a aprender como Jesus Cristo pagou pelos nossos pecados, e sermos desafiado a viver a vida cristã (autêntica).

Veja o que diz aos Romanos 10:21
Mas para Israel diz: Todo o dia estendi as minhas mãos a um povo rebelde e contradizente. 

Nessa passagem vemos a misericórdia de Deus, nesse capítulo Paulo fala sobre a Justiça de Deus, nela vemos que hoje não é diferente.
Israel, muitas vezes desobedeceu a Deus no tempo de lei, hoje nós no tempo da graça não é diferente, falhos como somos, muitas vezes desobedecemos a Deus, e nem por isso Deus deixa de estender suas mãos para nos ajudar nas dificuldades, essa é a graça de Jesus Cristo, esse é o sangue de Jesus Cristo, essa é justificação por Jesus Cristo, dada àquele que crê que Jesus é o Filho de Deus.

Hoje cada um quer servir a Deus como quer, a igreja de hoje está cheia de contradições, mas Deus com sua infinita misericórdia estende a mão aquele que o busca.
Enfim, que prossigamos sem olhar para trás, e buscamos a conhecer a palavra de Deus, a orar e vigiar.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012